Metal e mármore – Experimentações em Milão

0 comments
mai 13 2016

Um tanto complexa, a proposta de Jean Marie Massaud une metal e mármore em formas bem diferentes.

Uma das mais importantes etapas da criação em design é a experimentação. A partir dela, não apenas o produto – ou forma, ou material, ou técnica – que se está tentando obter é alcançada, mas diversos outros “produtos”, que podem dar origem a novas ideias e peças. Os caminhos para a criação são variados e os designers que os percorrem quase sempre têm mais e melhores ideias. Por isso é bastante louvável a iniciativa da alemã (link: www.hansgrohe.com ) Axor, chamada “The Waterdream Project” (algo como “projeto água dos sonhos”): ao convidarem alguns dos melhores estúdios europeus de arquitetura ou design para pensar “novas formas para misturadores, torneiras, pias e cubas”, obtiveram propostas com total quebra dos paradigmas atuais, abrindo um enorme campo de pesquisa, tanto nesta área quando em outras que podem se beneficiar dos resultados deste projeto.

Uma das mais bonitas propostas, “Water Steps”, do Front, trabalha também com o barulho da água.

 

As novas ideias foram levadas ao Salão do Móvel de Milão deste ano como parte do FuoriSalone, no showroom da empresa em Milão. A marca pediu aos profissionais para apresentarem suas visões para o “significado da água dentro dos espaços de amanhã”, experimentando novos materiais e formas. Como declarou Sofia Lagerkvist, designer cofundadora do estúdio sueco Front, “Eles disseram ‘você pode repensar o que desejar’, o que era música para nossos ouvidos como designers”. Os suecos pensaram em um misturador escultural, “usando o fluxo de água como um elemento decorativo”, que certamente encheu os olhos de muita gente.

Com design simples, “Ritual” valoriza a água através de seus materiais nobres.

Já o arquiteto inglês David Adjaye pensou em um fluxo de água dentro de um canal de bronze: sua peça conceito, chamada “Ritual”, parece “enquadrar” o fluxo de água dentro de um canal de bronze que fica abaixo de um peça de granito em forma de cunha.

“Zen” carrega toda a força do significado da água na natureza.

O duo dinamarquês italiano GamFratesi inspirou-se em fontes de madeira japonesas para criar “Zen”: uma peça que “tenta reconectar nossa percepção da água com a natureza”.

Um verdadeiro “ecossistema”, a proposta do alemão Werner Aisslinger relembra mar e costa e chama-se “The Sea and the Shore”.

Jean-Marie Massaud propôs uma torneira em mármore carrara bem diferente, enquanto Werner Aisslinger pensou em uma cuba feita de argila com plantas, como se fora o mar e a costa.

Pode-se notar muitos aspectos lúdicos nas criações, que também envolveu muita técnica e avaliação de materiais. Trata-se efetivamente de um “ensaio para o futuro”, sabendo-se que estes “criativos” podem, a partir destas experimentações, criar peças totalmente inovadoras e que, efetivamente, vão virar realidade em nossas casas. Ponto para a Axor!

Fonte: Mocoloco