Criando integração entre os semelhantes

0 comments
ago 18 2019
HeartB1

Aproximar as pessoas: a missão de “Heartbeat“.

Um design de mobiliário específico para cada situação é o ideal, mas não é o possível. Mas às vezes os designers conseguem ter boas ideias bem adequadas a variados lugares e ocasiões. Foi o caso com Karim Rashid e este seu “banco indicado para conversação”. A peça intitulada “Heartbeat” tem uma forma engraçada a princípio, mas quando duas pessoas se sentam nela e estão próximas podem perceber como se torna fácil o contato uma com a outra. É como se ela as envolvesse num espaço de conversação.

HeartB2

Detalhe da peça em forma côncava, com maior aproximação.

Segundo o designer, sua intenção foi a de abordar a alienação social que o próprio design vem causando nos espaços públicos. Pelas imagens é possível perceber que a forma e a direção do assento alternado se assemelha a uma onda ou pulso, evitando que os convidados fiquem sentados de costas um para o outro e facilitam a interação. O nome “Heartbeat” sugere compartilhar “coração a coração” de um semelhante com outro.

HeartB3

Os módulos vistos de cima.

Projetado para uma empresa canadense, “Heartbeat” tem três elementos de assento distintos: reto, côncavo e convexo, e cada assento pode ser reposicionado para criar layouts diferentes. Realmente uma peça pensada para a integração e a época complexa que temos vivido.

Fonte: Contemporist